Conferência Internacional DISCURSOS MEMORIALISTAS E A CONSTRUÇÃO DA HISTÓRIA (África e Macau)

Last updated:26 Aug 2016


Conferência Internacional

DISCURSOS MEMORIALISTAS E A CONSTRUÇÃO DA HISTÓRIA

(África e Macau)

Universidade de Macau – 25-28 de Outubro, 2016

 

  1. OBJECTIVOS:

Dando continuidade à Conferência MEMORY AND HISTORY IN MACAU WRITING: A POSTCOLONIAL APPROACH (5-6 de Maio de 2015), esta conferência tem como objectivo principal discutir questões teóricas e epistemológicas relacionadas às memórias, entendidas como “locais de construção da nação”, dos actores políticos nos processos históricos (durante os períodos colonial e pós-independência) dos países africanos de língua portuguesa. Este é o tema do Memorialista Discurso e a Construção da História, em curso no projeto CEC (Centro de Estudos Comparatistas da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa), incluído no Grupo de Investigação CITCOM [Citizenship, Critical Cosmopolitanism, Modernity/ies, (Post)Colonialism] RG-509-1937.

Paralelamente, relacionado com a “derivação Oriental” do projecto acima mencionado, decorre na Universidade de Macau outro projecto intitulado Memorialista Discurso e a Construção da História: O Caso de Macau (Ref Nº: SRG2015-00003-FAH/UM). Neste contexto, o encontro também pretende discutir metodologias que permitem o estudo de memórias escritas (em biografias, autobiografias, entrevistas, depoimentos) de actores políticos, sociais, culturais e analisar como essas memórias funcionam como (diferentes) “locais de memória” em Macau.

 

  1. OUTRAS ARTICULAÇÕES CULTURAIS E LITERÁRIAS

Adicionalmente pretende-se que a “derivação oriental” já iniciada em Maio de 2014 em articulação com outros dois projectos da Universidade de Macau (Ref Nº: MYRG2014-00016-FAH –The Literature of Macau in Portuguese – the Postcolonial Approach e SRG2015-00003-FAH/UM – Memorialist Discourse and the Building of History – The Case of Macau) prossiga através deste encontro, em busca quer de metodologias adequadas ao ‘lugar incomum’ que Macau ocupa nas margens dos países de lingua portuguesa quer de actores políticos e escritos memorialistas sociais, culturais e outros que possam contribuir para mapear os seus “locais de memória”.

 

  • EIXOS TEMÁTICOS:
  1. Memória e identidade
    • Memória e identidade nos países africanos de língua oficial portuguesa
    • Memória e identidade em Macau
  2. Memória e discurso historiográfico: entre a história oficial/discurso historiográfico e outras memórias públicas e colectivas
  3. Memória e ideologia nacional
  4. Memória e testemunho
  5. Memória (de) escrita de si

 

Comissão Organizadora:

Inocência Mata

Fernanda Gil Costa

Gonçalo Cordeiro

Secretariado:

Florence Ho

Nuno Antunes

 

 

Convidados como keynote speakers: A confirmar.

 

  1. CHAMADAS PARA PAPERS/ APRESENTAÇÕES

A Comissão Organizadora aceita trabalhos de académicos (profissionais, professores e investigadores) em qualquer uma das linhas temáticas acima mencionadas. As apresentações devem ser estritamente compatíveis com as mesmas diretrizes temáticas acima enunciadas.

Informações importantes:

  1. Os resumos devem ser enviados em formato Word, escritos em português e em inglês, com um máximo de 250 palavras (incluindo título, autor, afiliação; resumo; até 5 palavras-chave) para: InocenciaMata@um.edu.mo / GCordeiro@um.edu.mo
  2. Datas Importantes:
    1. Os resumos devem ser enviados até 15 de Setembro de 2016;
    2. As cartas de aceitação serão enviadas a partir de 16 de Setembro de 2016.
  1. A Universidade de Macau não se responsabiliza pela deslocação dos participantes.